Publicado em 15 de Outubro de 2021

PF prende integrantes de facção criminosa em Tamandaré

www.filadelfiafm.net

A Policia Federal, por meio da Delegacia de Repressão a Crimes Contra o Patrimônio e Tráfico de Drogas de Pernambuco e da Bahia, com apoio da Polícia Militar da Bahia prendeu três suspeitos numa casa em Tamandaré-PE.

As prisões ocorreram em razão de Mandados de Prisão expedidos pela Vara Especializada em Organizações Criminosas de Salvador contra um casal integrante da cúpula de Facção Criminosa atuante no bairro de Amaralina/Salvador/BA, enquanto um terceiro preso, também líder da facção, tinha contra si Mandado de Prisão da Justiça Federal em Pernambuco. Este último também estava de posse de um tablete de cocaína e foi preso em Flagrante por tráfico drogas, cujas penas podem chegar a 15 anos de reclusão.

No imóvel utilizado pelos criminosos foram apreendidos dois veículos que eram usados nas atividades criminosas e outras 11 (onze) pessoas que estavam na casa no momento da abordagem policial, sendo algumas comprovadamente integrantes de grupos criminosos, os quais foram ouvidos e liberados, porém serão objeto de investigações para verificação do nível de participação nos crimes da Organização Criminosa. A simples participação como integrante de Organização Criminosa caracteriza o crime previsto no Artigo 2° da Lei 12850/2013, com penas de 03 a 08 anos de reclusão.

Os dois homens foram para o COTEL e a mulher para Presídio Feminino do Recife.

PRESOS COM HISTÓRICO DE VIOLÊNCIA: Um dos presos é líder e fundador de uma facção com atuação na Bahia no tráfico de drogas e de armas, homicídios, além de roubos contra instituições financeiras e carros-fortes. O Delegado na época titular da 28ª Delegacia-BA já foi vítima de uma emboscada armada pela facção criminosa do traficante em 11/03/2020, após receber uma denúncia de que havia um corpo na Rua São Geraldo. Após a informação, o delegado foi até a região e, ao chegar, foi surpreendido por um grupo armado.

O grupo também é acusado de tentar arregimentar cerca de 50 bandidos, alguns com fuzis para invadir a unidade policial da 28ª Delegacia e atacar um posto da Polícia Militar. Ao grupo também é imputado a morte do policial militar Gustavo Gonzaga da Silva, assassinado no dia 8 de junho de 2018, em Santa Cruz. Gonzaga voltava para casa depois do trabalho quando foi abordado por três criminosos. O PM foi torturado e teve o corpo mutilado antes de ser morto com vários tiros na cabeça.

Veja tambem: