Publicado em 09 de Junho de 2021

Fim de tabu: Brasil vence Paraguai por 2×0, pelas Eliminatórias

FILADELFIA FM

Lances de Paraguai x Brasil – Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Um tabu de quase 40 anos estava no caminho da Seleção Brasileira. Um peso histórico que não foi obstáculo para um presente vitorioso. O Brasil das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2022 segue empilhando vitórias.

Dono da melhor defesa e do ataque mais letal, a equipe verde-amarela manteve os 100% no torneio ao vencer o Paraguai por 2×0, nesta terça (8), em Assunção – desde 1985, os brasileiros não ganhavam do adversário atuando em território paraguaio.

Agora, os comandados de Tite voltam suas atenções para o início da Copa América, a ser disputada no País, no próximo fim de semana.

Tite fez três mudanças com relação ao time que venceu o Equador, na rodada anterior. Uma já esperada, com Gabriel Jesus na vaga de Gabigol. As demais foram as entradas de Ederson e Roberto Firmino nos lugares de Alisson e Lucas Paquetá.

Sacando um meia para botar mais um atacante, o Brasil rapidamente fez a postura ofensiva se configurar em gol. Gabriel Jesus desceu bem pela direita e cruzou.

A bola encontrou Neymar, que dominou e bateu com tranquilidade para abrir o placar. O camisa 10 igualou as marcas de Romário e Zico na lista de artilheiros do País em jogos de Eliminatórias – todos com 11 gols no geral.

Com exceção de Firmino, pouco participativo, os demais atletas do sistema ofensivo se movimentavam com tranquilidade no campo ofensivo. Lá atrás, Ederson apareceu apenas uma vez, mas em grande estilo, com uma defesa espetacular após chute de Alderete.

Um dos méritos da Seleção foi manter um espaçamento que não permitia ao Paraguai explorar os contra-ataques. O Brasil defendia e atacava em bloco.

Comportamento possível apenas pela participação de atletas indo além de suas funções, como Richarlison e Jesus ajudando na marcação nos paraguaios.

Com Gabigol e Everton Cebolinha, Tite buscou recuperar nos minutos finais um pouco da intensidade perdida no segundo tempo. O Brasil não chegou a ser pressionado pelo Paraguai, com lances reais de perigo. Nos acréscimos, ainda deu tempo de Paquetá deixar o dele e fechar o placar em 2×0.

Líder das Eliminatórias, com 18 pontos, o Brasil entra como um dos favoritos em seu próximo compromisso na temporada: a Copa América. A equipe está no Grupo B, ao lado de Colômbia, Equador, Peru e Venezuela, adversário da estreia na competição, domingo, no Mané Garrincha.

“A gente sabe de todo o contexto da Copa América. Isso foi muito discutido nos últimos dias, internamente e externamente. As pessoas falam mesmo sem saber da verdade dos fatos. Em momento algum os jogadores negaram vestir essa camisa, porque é o nosso sonho estar na Seleção. A gente fez o que tinha que fazer nesses dois jogos e, a partir de agora, vamos ver o que será feito. Somos jogadores, temos um papel importante, mas existe uma hierarquia. Mas deixo claro que não deixaremos de vestir essa camisa”, disse o capitão Marquinhos, após o jogo.

Informações do Portal FolhaPE

Veja tambem: