Publicado em 13 de Agosto de 2019

Náutico vence Sampaio de virada nos Aflitos: 2×1

www.filadelfiafm.net

O Náutico é um dos times com maior número de atacantes na Série C. Mas nenhum deles foi protagonista na vitória alvirrubra por 2×1, de virada, diante do líder Sampaio Corrêa, nesta segunda (12), nos Aflitos, pelo Grupo A. Os heróis que colocaram o Timbu praticamente no mata-mata do torneio foram os volantes Josa e Jiménez. Cada um deixou sua marca e ajudou o clube a terminar a rodada na vice-liderança, com 27 pontos. O próximo confronto dos pernambucanos é sábado, perante o Botafogo/PB, no Almeidão.


O primeiro tempo teve um gol de cada lado. O do Sampaio surgiu mais por conta do erro de marcação dos alvirrubros do que da criatividade ofensiva dos visitantes. O lateral-esquerdo Romano, que já havia acertado a trave em cobrança de falta, cruzou para a área. A defesa do Náutico deixou o volante Ferreira aparecer sozinho, na cara de Jefferson. O goleiro saiu bem e salvou no primeiro lance. Mas a falha não ficou impune: Salatiel pegou o rebote e balançou as redes.

O empatou veio aos 43. De uma maneira que poucos imaginavam. Até então, o time não conseguia fazer a ligação entre meio e ataque. Eis que uma improvável triangulação terminou em um dos gols mais bonitos do clube em 2019. Josa roubou a bola no meio e tocou para Rafael Oliveira, que devolveu de peito para Jiménez. O volante tocou por elevação novamente para o centroavante. O camisa 9 escorou de cabeça para Josa, o homem que começou tudo, finalizar o lance com categoria para fazer 1×1.

O drama em busca do gol da virada foi curto. Logo aos nove do segundo tempo, o zagueiro Paulo Sérgio cortou o cruzamento de Rafael Oliveira com a mão. Pênalti marcado e batido com extrema categoria por Jiménez. Forte e no canto para colocar o Náutico à frente do marcador.

A intensidade do jogo aumentou nos dois lados após o gol. Para os mandantes, a meta era “matar” a partida com um terceiro tento. O Sampaio buscava a recuperação, insistindo principalmente em escanteios. Típico de um duelo aberto e longe de definições.

A cabeçada de Jiménez na trave, o chute de Thiago que passou rente ao poste do Sampaio e as finalizações de longa distância do Sampaio espalmadas por Jefferson. Muitas chances criadas, mas a cota de gols marcados já havia terminado. Melhor para o Náutico, que ficou próximo de assegurar matematicamente sua classificação para as quartas de final.Ficha técnica


Náutico 2


Jefferson; Hereda, Camutanga, Diego Silva e Erick Daltro; Josa, Jiménez e Jean Carlos (Álvaro); Thiago, Matheus Carvalho (Jhonnatan) e Rafael Oliveira (Wallace Pernambucano).Técnico: Gilmar Dal Pozzo


Sampaio Corrêa 1


Rodrigo Carvalho; Everton, Odair, Paulo Sergio e Romano; Ricardo Capanema, Ferreira e Eloir (Diones); Roney, João Paulo (Welder) e Salatiel Jr. Técnico: João Brigatti


Local: Aflitos (Recife/PE)

Árbitro: Leandro Bizzio Marinho (SP). Assistentes: Anderson José de Moraes Coelho e Evandro de Melo Lima (SP). 

Gols: Salatiel (aos 26 do 1ºT), Josa (aos 43 do 1ºT), Jiménez (aos 9 do 2ºT)

Cartões amarelos: Ferreira, Salatiel (S)

Renda: R$ 4142.886,00

Público: 9.419 torcedores

(Do Portal FolhaPE)

Veja tambem: